GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Secretaria de Saúde de Garanhuns apresenta balanço de ações e investimentos em 2013

Saúde

Secretaria de Saúde de Garanhuns apresenta balanço de ações e investimentos em 2013

A Secretaria de Saúde de Garanhuns apresentou na última segunda-feira (02), na Câmara de Vereadores um balanço sobre as ações e investimentos realizados este ano. O Secretário de Saúde, Harley Davidson, que começou explicando que a lei obriga o estado...

A Secretaria de Saúde de Garanhuns apresentou na última segunda-feira (02), na Câmara de Vereadores um balanço sobre as ações e investimentos realizados este ano.

O Secretário de Saúde, Harley Davidson, que começou explicando que a lei obriga o estado a investir 12% e o município 15% na saúde, quanto a federação, não há um percentual específico em lei do que ela é obrigada a investir. Na ocasião, Harley explicou que o município vem investindo entre 16 e 18% ao mês na saúde, ultrapassando o valor determinado pela legislação.

O secretário de saúde explicou ainda que em 2011 foram investidos em todo o país 154 bilhões de reais na saúde pública que atende 55% do povo brasileiro, enquanto que na saúde privada que atende 45% da população o investimento foi de 173 bilhões, ou seja, o investimento do SUS que atende a maior parte dos cidadãos é menor.

Nas reuniões da comissão intergestores bipartite com o Secretário de Saúde do Estado de PE – Dr. Antônio Figueira e no Colegiado de Secretários Municipais de Saúde da qual Harley Davidson faz parte, todos os demais secretários reclamam da mesma situação. “A melhoria na saúde pública é um clamor não somente da população que necessita, mas também de nós gestores que recebemos toda uma demanda de solicitações de necessidades de consultas e exames e não temos quantidade suficiente de profissionais qualificados para atender, isto acontece em todas as áreas, de consultas a exames simples ou mais complexos. O sistema é insuficiente para atender a todos, o município não tem orçamento, a cada dia a ciência avança mais com a descoberta de novos exames e medicamentos e as tabelas dos SUS não acompanham esse crescimento, continuamos com os mesmos valores e as mesmas autorizações para compra de medicamentos que muitas vezes estão defasados e não conseguimos atender à necessidade atual dos cidadãos”, ressaltou o secretário.

A Atenção Básica tem como principal objetivo a saúde preventiva, contudo, a população não tem o costume de procurar atendimento para fazer prevenção, normalmente a procura se dá somente quando já existe uma enfermidade. Hoje, a Atenção Básica de Garanhuns conta com 32 Unidades de Estratégia da Saúde da Família ESF, seis ESF na zona rural e três pontos de apoio, oferecendo uma cobertura de 84% da população. Este ano já foram realizadas 84.583 consultas médicas na Atenção Básica. O Governo Municipal está ampliando sete Unidades Básicas de Saúde – UBS e construindo cinco, com recursos do Ministério da Saúde, além de ter concluído a reforma de mais 3 UBS com recursos próprios.

O atendimento à gestantes em 2012 atingiu o percentual de 65%, em 2013, em apenas 10 meses este percentual já foi atingido. Em 2012 o município cadastrou 247 gestantes no Cadastro do SISPRENATAL (Sistema do Ministério da Saúde) e em 2013 já são 1.159 grávidas cadastradas. Mais de 1200 crianças garanhuenses nasceram pelo SUS no Hospital Infantil Palmira Sales, entre janeiro e outubro de 2013, sendo uma média de 113 crianças por mês. No município de Garanhuns 90,6% dos médicos e 100% do corpo de enfermagem são capacitados em Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância – AIDPI.

Até agosto do ano corrente foram realizadas 2.269 mamografias para prevenção do câncer de mama e 2.400 exames de citopatologia com o objetivo de prevenir o câncer do colo do útero.

Somando todos os atendimentos realizados este ano pelas equipes da Atenção Básica, entre consultas, atendimento de enfermagem, atendimentos odontológicos, atendimentos em domicílio de médicos, enfermeiros e agentes comunitários de saúde, atendimentos de urgência e emergência, curativos, nebulizações, entre outros, a secretaria de saúde de Garanhuns já realizou 551.337 atendimentos.

VACINAÇÃO – Este ano já foram realizadas quatro campanhas de vacinação, além da atenção e preocupação com a vacinação de profissionais de diversas áreas como saúde, construção, comércio, indústria, hospitais, creches, escolas e empresas de transportes, e a manutenção de salas de vacina em todos os postos.

SAÚDE BUCAL – Garanhuns conta com 22 equipes de saúde bucal, um Centro de Especialidades Odontológicas – CEO tipo 2 e um ambulatório com 12 dentistas. A produção de prótese que estava parada há dois anos, foi retomada sendo totalmente custeada pelo município. A cidade é a única do agreste que oferece atendimento odontológico à pacientes com necessidades especiais. A equipe de odontologia já realizou este ano 1.387 atendimentos domiciliares, quando no ano passado foram realizados apenas 1.017. Totalizando os atendimentos odontológicos em 2013 a soma é de 180.425 contra 153.040 do ano de 2012.

SAMU – Desde que foi implantado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, tem se mantido com recursos próprios e tem uma média de atendimento de 9 a 10 chamadas por dia, totalizando entre 270 a 300 chamadas por mês.

NASG e LUIZ LESSA – O Nasg e o Luiz Lessa contam hoje com 18 especialistas nas mais diversas áreas da saúde e contabilizaram um atendimento a 25.799 pessoas entre os meses de janeiro a outubro.

TFD – O Transporte Fora de Domicílio atendeu 1.339 pacientes com necessidades de locomoção para outras cidades para realização de consultas, exames ou procedimentos cirúrgicos.

ZOONOSES – 19.394 animais foram vacinados contra raiva e 489 animais foram vermifugados. 494 animais de grande porte e 538 de pequeno porte foram apreendidos. 472 animais foram recuperados mediante pagamento de taxas e 418 animais adotados.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA – Graças à ação rápida da equipe da vigilância epidemiológica, foram diagnosticados 33 pessoas com tuberculose e sete pessoas com hanseníase, dessas 90% e 95% respectivamente tiveram cura.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA – O ano de 2013 foi marcado para a vigilância sanitária pela criação do código sanitário municipal. Em Garanhuns 3.350 inspeções foram realizadas em estabelecimentos comerciais, 646 visitas espontâneas e 2.270 inspeções realizadas durante o FIG.

CENTRAL DE REGULAÇÃO – A Central que é responsável pela marcação de todas as demandas dos postos de saúde, contabiliza 222.336 atendimentos, entre raio-x, exames laboratoriais, endoscopias, colonoscopias, ultrassonografias, entre outros.

As consultas especializadas somam 55.622 atendimentos e os procedimentos hospitalares realizados no Hospital Infantil Palmira Sales, pela prefeitura de Garanhuns contabiliza 4.222 atendimentos.

Para finalizar, os valores financeiros repassados para a saúde foram: pelo Ministério da Saúde que é o fundo a fundo: R$ 20.652.282,24 e o investimento do Governo Municipal na saúde foi de R$ 12.193.209,60.


Texto: Marcella Valença
Foto: Divulgação
Informações para a imprensa:
Marcella Valença – (87) 9921.6080
Secom/PMG

Redimensionar Fonte
Contraste