GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Projeto Glaucoma é aberto oficialmente

Saúde

Projeto Glaucoma é aberto oficialmente

Inicialmente, projeto vai beneficiar média de 1.500 garanhuenses por RUTHE SANTANA Mais 150 garanhuenses foram atendidos pelo Projeto Glaucoma na manhã desta segunda-feira (28) – iniciativa aberta, oficialmente, com a realização dos serviços na Unidade Básica de Saúde (UBS) Boa...

Publicado em

Inicialmente, projeto vai beneficiar média de 1.500 garanhuenses

por RUTHE SANTANA

Mais 150 garanhuenses foram atendidos pelo Projeto Glaucoma na manhã desta segunda-feira (28) – iniciativa aberta, oficialmente, com a realização dos serviços na Unidade Básica de Saúde (UBS) Boa Vista, às 9h. O projeto é pioneiro entre os 21 municípios da V Gerência Regional de Saúde (V Geres) e beneficiará, inicialmente, mais de 1.500 pessoas. As atividades vêm sendo desenvolvidas desde o início deste mês e a proposta é que as atividades aconteçam em todas as 36 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) de Garanhuns e no Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PAC’s).

A execução do projeto é da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a empresa Oftalmo PE. “Nós já iniciamos essa busca ativa com os nossos agentes comunitários de saúde de cada área. Eles localizaram as pessoas que precisam desse atendimento. A partir dos procedimentos que eles fazem aqui, com equipamentos de última geração, eles são diagnosticados e saem do posto com a medicação necessária. Isso tudo gratuitamente. Ficamos felizes com isso e sei que todos os que estão sendo atendidos também estão”, comenta o secretário de Saúde de Garanhuns, Alfredo de Góis.

Ao serem identificados, os pacientes que se enquadraram nos grupos de risco foram convidados à UBS da sua área de abrangência para fazer todos os exames e receberem os medicamentos necessários, como foi o caso de dona Josefa Costa, de 57 anos de idade. “Eu fiquei sabendo do projeto porque a agente de saúde foi lá em casa e me chamou. Foi ótimo mesmo, porque é uma chance que a gente tem. Porque eu sei que tenho glaucoma, já há uns três anos. No início eu fiz o tratamento, mas o colírio é caríssimo, por isso só usei por um tempo. Mas agora não tenho mais condições de comprar os remédios. Então esse projeto não poderia ser melhor”, afirma a dona de casa.

IMG_6885 (Copy) IMG_6877 (Copy) IMG_6874 (Copy) IMG_6869 (Copy) IMG_6867 (Copy) IMG_6858 (Copy) IMG_6851 (Copy)


Fotos: Daniela Batista – Secom/PMG
Data: 28/11/2016
Atendimento à imprensa:
(87) 3762.0109

Redimensionar Fonte
Contraste