GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Educação Pessoas com problemas visuais serão beneficiadas com projeto SighFirts – Visão para Todos

Educação

Pessoas com problemas visuais serão beneficiadas com projeto SighFirts – Visão para Todos

O projeto será realizado entre os dias 29 de junho e 3 de julho Aproximadamente 900 pessoas, que sofrem de baixa visão e cegueira, serão beneficiadas, em Garanhuns, por meio do projeto SighFirts – Visão para Todos – “Caminhando com...

Publicado em

O projeto será realizado entre os dias 29 de junho e 3 de julho

Aproximadamente 900 pessoas, que sofrem de baixa visão e cegueira, serão beneficiadas, em Garanhuns, por meio do projeto SighFirts – Visão para Todos – “Caminhando com autonomia, independência e desenvolvimento”. A iniciativa é da Fundação Altino Ventura, em parceria com o Lions Internacional, Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Educação e Esportes.

Com o intuito de planejar a realização do projeto, que tem o objetivo de ampliar o acesso aos serviços de baixa visão para crianças e adultos, foi realizada na manhã de hoje (05), uma reunião na Secretaria Municipal de Saúde. A ação acontecerá entre os dias 29 de junho e 3 de julho.

A reunião foi realizada para esclarecer e decidir questões práticas sobre o projeto, como as etapas de atendimento e público-alvo, por exemplo. A assistência, reabilitação, inclusão e a concessão de órteses para pacientes com baixa visão e cegueira estão entre as principais estratégias da iniciativa. Estiveram presentes na reunião, o secretário municipal de Saúde, Arlindo Ramalho, a secretária municipal de Educação e Esportes, Janecélia Marins, a equipe da Coordenação da Atenção Básica e representantes da Fundação Altino Ventura.

Foi realizada, no dia 27 de abril, uma capacitação para agentes de saúde, enfermeiros e professores da Rede Municipal de Ensino, para que esses profissionais saibam identificar a situação de baixa visão, em crianças a partir de seis anos de idade. Após a triagem, as pessoas identificadas passarão pela primeira etapa do projeto, que será o atendimento oftalmológico, e a partir disso, serão encaminhadas para um atendimento especializado.


Texto: Ruthe Santana
Foto: Divulgação
Informações para a imprensa:
(Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste