GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Mortalidade infantil cai 27% em Garanhuns, aponta relatório epidemiológico

Saúde

Mortalidade infantil cai 27% em Garanhuns, aponta relatório epidemiológico

O informativo faz um comparativo entre os anos de 2013 e 2014, no município  A Secretaria de Saúde de Garanhuns divulgou, esta semana, o Relatório Epidemiológico do ano de 2014. Os dados, que fazem um comparativo entre os anos de...

Publicado em

O informativo faz um comparativo entre os anos de 2013 e 2014, no município 

A Secretaria de Saúde de Garanhuns divulgou, esta semana, o Relatório Epidemiológico do ano de 2014. Os dados, que fazem um comparativo entre os anos de 2013 e 2014, registraram uma diminuição de 27% da mortalidade de crianças residentes no município e, também, uma redução de 11% dos óbitos de mulheres em idade fértil – faixa etária de 10 a 49 anos de idade. Os dados registrados são considerados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como critérios para a avaliação do estado de saúde de uma população.

De acordo com o informativo foi constatado, ainda, um aumento de 4,2% no quantitativo de partos normais, o que representa uma melhoria nas condições de vida da população, uma vez que, os partos por cirurgias cesarianas, quando não indicadas por profissional médico, podem resultar em riscos à saúde da mulher e do bebê, tais como problemas respiratórios, além de aumentar, em até três vezes, o risco de óbito da mulher, de acordo com o Ministério da Saúde, em recente publicação no Caderno ‘HumanizaSUS’. A garanhuense Vanessa Guimarães, de 29 anos de idade, foi uma das mulheres que tiveram o parto normal. “Fiz meu pré-natal no posto de saúde da Cohab II. O acompanhamento que tive dos profissionais foi bastante acolhedor, fazendo com que eu tivesse uma gestação bem tranquila e um parto saudável”, afirma.

O relatório epidemiológico de Garanhuns é elaborado pela Vigilância Epidemiológica Municipal, a cada três meses, com o objetivo de possibilitar a análise nos sistemas de informação em saúde, a fim de difundir o conhecimento sobre o perfil de saúde da população, possibilitando a avaliação e aprimoramento dos serviços de saúde prestados pelo município e rede assistencial. “Essa constatação, que nos mostra mais um avanço na saúde do município, está relacionada diretamente ao fortalecimento das ações de prevenção de danos e agravos e promoção à saúde”, destaca uma das coordenadoras da Vigilância Epidemiológica, Danielle Chianca.

Para Sísia Melo, que também faz parte da coordenação responsável pelo levantamento, o resultado é bastante positivo. “Estamos todos bastante satisfeitos com os números. Continuaremos nessa luta pela qualidade da saúde básica da nossa população”, enfatiza a coordenadora.


Texto: Ruthe Santana
Edição de texto: Cloves Teodorico
Imagem: Divulgação
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste