GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Assistência Social e Direitos Humanos Mobilização em prol da população negra marca terça-feira em Garanhuns

Assistência Social e Direitos Humanos

Mobilização em prol da população negra marca terça-feira em Garanhuns

As atividades, em alusão à Consciência Negra, aconteceram no Espaço Colunata, no centro da cidade por RUTHE SANTANA A Residência de Saúde da Família com ênfase em Saúde da População do Campo realizou em Garanhuns, na manhã desta terça-feira (22),...

As atividades, em alusão à Consciência Negra, aconteceram no Espaço Colunata, no centro da cidade

por RUTHE SANTANA

A Residência de Saúde da Família com ênfase em Saúde da População do Campo realizou em Garanhuns, na manhã desta terça-feira (22), uma mobilização para discutir temas voltados à população negra. A ação foi realizada em parceria com as secretarias de Saúde, Assistência Social, Mulher e Educação, e também contou com o apoio da V Gerência Regência de Saúde (V Geres). As atividades, em alusão ao Dia da Consciência Negra, aconteceram no Espaço Colunata, no centro da cidade.

Na ocasião, estiveram reunidos diversos líderes de associações, os quais expuseram as necessidades, anseios e peculiaridades das comunidades a partir das experiências vivenciadas. Como o encontro também contou com a participação de representantes de alguns segmentos municipais, os mesmos puderam ter sua compreensão da temática ampliada e estarão aptos a acolher cada demanda. Além dos debates promovidos,  foi realizada uma apresentação cultural, promovida pelo mestre Juarez, da comunidade quilombola Timbó e a equipe do Cras Quilombo ministrou uma oficina de turbantes. 

De acordo com uma das coordenadoras da ação, a apresentação da política de saúde integral da população negra e a discussão dessa temática com a população e com os órgãos competentes fortalecerá a população negra no município. “Quando fazemos um evento desse, tornamos mais visível essa pauta. Conseguir fazer isso hoje aqui no centro já é muito vitorioso. Quanto a discussão sobre as especificidades da população negra, é necessário entender que há essas diferenças, inclusive na área da saúde, para que possamos garantir o acesso igualitário aos serviços”, explicou a assistente social Iris Pontes.

01a52d1b-b6cc-49fd-a8d4-af954191c0e4

6cafc930-cb87-4e8b-83a0-55cde64b0c81

7970f14e-62cf-4afb-8d07-56bfa6e2e9f8

Foto: Ruthe Santana – Secom/PMG
Data: 22/11/2016

Atendimento à imprensa:
(87) 3762.0109

Redimensionar Fonte
Contraste