GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Garanhuns vivencia Semana da Luta Antimanicomial a partir da próxima segunda-feira (13)

Saúde

Garanhuns vivencia Semana da Luta Antimanicomial a partir da próxima segunda-feira (13)

Ação é desenvolvida pelos Centros de Atenção Psicossocial das  Flores e Álcool e Drogas 10 de maio de 2019 O Dia Nacional da Luta Antimanicomial será vivenciado no próximo dia 18 de maio e o Governo Municipal de Garanhuns, por...

Publicado em

Ação é desenvolvida pelos Centros de Atenção Psicossocial das  Flores e Álcool e Drogas

10 de maio de 2019

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial será vivenciado no próximo dia 18 de maio e o Governo Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Saúde, participa da iniciativa com uma programação desenvolvida pelos Centros de Atenção Psicossocial (Caps’s) Flores e Álcool e Drogas (AD). As ações acontecem a partir da próxima segunda-feira (13).

A programação contará com uma oficina de sensibilização com profissionais de Saúde Mental, em parceria com os residentes do Programa Multiprofissional de Residência em Saúde Mental e Coletivo de Lírios, na segunda-feira (13), às 14h, na Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Na terça-feira (14), será promovida uma grande passeata em prol da humanização de pessoas com transtorno mental e defesa aos diferentes modos de ser. A passeata sairá do Relógio de Flores, às 9h, e segue até o Parque Euclides Dourado. Na quinta-feira (16), uma abordagem social será realizada pelos Caps’s Flores e AD, com a distribuição de materiais informativos sobre o movimento.

Histórico — O movimento em defesa dos direitos das pessoas com transtornos mentais foi iniciado no final da década de 70 e traz a premissa de que todos os cidadãos têm o direito à liberdade, de viver em sociedade e de receber cuidados e tratamentos adequados. Dentro da movimentação está o combate ao isolamento de pessoas com sofrimento mental e a substituição de hospitais com modelos manicomiais por novos serviços, como os Caps’s.

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — (ACSI)

Com informações da Secretaria Municipal de Saúde e Ministério da Saúde

Atendimento à imprensa: (87) 3762-0109

Redimensionar Fonte
Contraste