GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Notícias Capacitação visa avaliar grau de incapacidade de pacientes com hanseníase

Notícias

Capacitação visa avaliar grau de incapacidade de pacientes com hanseníase

Atualização tem o intuito de beneficiar pacientes e atualizar profissionais de saúde por AQUILLES SOARES com informações e fotos da Secretaria Municipal de Saúde 24 de maio de 2018 Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde foram capacitados para realizar...

Publicado em

Atualização tem o intuito de beneficiar pacientes e atualizar profissionais de saúde

por AQUILLES SOARES
com informações e fotos da Secretaria Municipal de Saúde
24 de maio de 2018

Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde foram capacitados para realizar a avaliação do grau de incapacidade de pacientes diagnosticados com hanseníase. O cronograma de atividades seguiu até esta quarta-feira (23), com o objetivo de atingir toda a equipe de enfermagem do município. A iniciativa foi promovida pela V Gerência Regional de Saúde (V Geres), em parceria com a Secretaria de Saúde de Garanhuns, por meio dos setores de Vigilância em Saúde, Vigilância Epidemiológica, Atenção Básica e Educação Permanente.

A parte teórica da capacitação foi realizada na terça-feira (22), na sede do Centro de Controle Ambiental (CCA), e teve a participação de 38 profissionais que compõem a pasta. A prática aconteceu em 25 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), com a participação da equipe e dos pacientes que são acompanhados pelo Programa de Controle Tuberculose e Hanseníase do município.

A determinação do grau de incapacidade de um paciente, se trata de um aspecto importante no combate à doença. A partir da avaliação neurológica simplificada é trabalhada a prevenção das incapacidades que são geradas pela hanseníase. E também é possível verificar se o diagnóstico da doença foi realizado em tempo oportuno, ou não.

De acordo com a terapeuta ocupacional e facilitadora do curso, Jaqueline Ricardo, a capacitação vem em benefício principalmente da população que é acometida pela doença. “É um trabalho que ao ser implantado favorece diretamente o paciente e a equipe de saúde. Estamos promovendo saúde e também qualificando os profissionais para que possam reduzir os danos resultados pela hanseníase”, afirmou.

Redimensionar Fonte
Contraste