GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada em Garanhuns

Saúde

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada em Garanhuns

A campanha segue até o dia 6 de junho A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada, em Garanhuns. Mais de 11 mil garanhueses, que correspondem a 41% do público-alvo, já foram vacinados, superando o percentual nacional. A...

Publicado em

A campanha segue até o dia 6 de junho

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada, em Garanhuns. Mais de 11 mil garanhueses, que correspondem a 41% do público-alvo, já foram vacinados, superando o percentual nacional. A meta de imunização, estabelecida pelo Ministério de Saúde (MS), é de 80%. A vacina continua disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e tem o objetivo de reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da Influenza, na população-alvo para a vacinação. A campanha segue até o dia 6 de junho.

A vacina contra influenza é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe, por isso é fundamental que a população para qual a campanha é direcionada, seja vacinada. “Nossa meta é que no inverno todo o público-alvo esteja devidamente vacinado. Por isso é importantíssimo que eles recebam a imunização agora, já que a vacina leva de duas a três semanas para formar os anticorpos de proteção para esse período, onde há mais casos da doença”, afirma a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) de Garanhuns, Rafaella Menezes.

O público-alvo da campanha nacional deste ano são crianças entre seis meses e menos cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres em período pós parto, profissionais da área da saúde, povos indígenas, pessoas com 60 anos de idade ou mais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além de pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e pessoas com outras condições clínicas especiais, como diabéticos e obesos. Rafaella Menezes incentiva a população a ser imunizada. “Quem faz parte desse público e ainda não foi vacinado, procure o mais rápido possível o posto de saúde mais próximo da sua casa, a fim de conseguir tomar a vacina em tempo hábil”, pontua.


Texto : Ruthe Santana
Foto: Divulgação
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste