GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Bloqueio viral ao mosquito Aedes aegypti é intensificado em áreas de risco

Saúde

Bloqueio viral ao mosquito Aedes aegypti é intensificado em áreas de risco

Ação foi retomada em áreas consideradas de risco, após levantamento oficial por CLOVES TEODORICO A Secretaria de Saúde de Garanhuns retomou, desde a semana passada, mais uma ação de intensificação no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya...

Publicado em

Ação foi retomada em áreas consideradas de risco, após levantamento oficial

por CLOVES TEODORICO

A Secretaria de Saúde de Garanhuns retomou, desde a semana passada, mais uma ação de intensificação no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e do Zika vírus. Desta vez, os agentes de endemias estão visitando as áreas com maiores índices de pessoas doentes – sejam elas com casos suspeitos ou confirmados – para a liberação de uma fumaça que contém óleo de soja e inseticida.

De acordo com Anílson Leite, um dos coordenadores do Programa Municipal de Combate à Dengue, a substância lançada no ar contém 85% de óleo de soja e 15% de um inseticida específico. “Após a liberação do gás pelas bombas, as moléculas ficam pairando no ar por um tempo médio de duas horas, impedindo o desenvolvimento do mosquito”, detalha.

Ontem (25), o trabalho foi retomado na comunidade Várzea. Hoje (26), a equipe passa pela Massaranduba e amanhã (27) será a vez da Cohab II. Os servidores envolvidos na execução da ação utilizam roupas especiais. “Nós nos planejamos com um cronograma, mas também dependemos das condições do tempo. Quando chove, não é possível utilizar o produto, e aí então remarcamos o trabalho”, explica Cilene Espinhara, que também integra a coordenação dos agentes.

20160126045503 20160126045300 20160126045508


Fotos: Divulgação/Secretaria de Saúde
Data: 26/01/2016
Atendimento à imprensa:
(87) 3762.0109

Redimensionar Fonte
Contraste