GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Saúde Ação de saúde bucal é encerrada beneficiando mais de 18 mil estudantes

Saúde

Ação de saúde bucal é encerrada beneficiando mais de 18 mil estudantes

As atividades foram realizadas em mais de 60 escolas municipaise estaduais de Garanhuns Com objetivo de promover a saúde nas escolas e prevenir doenças bucais entre os estudantes, foi realizada até ontem (31), em Garanhuns, uma ação de saúde bucal....

Publicado em

As atividades foram realizadas em mais de
60 escolas municipaise estaduais de Garanhuns

Com objetivo de promover a saúde nas escolas e prevenir doenças bucais entre os estudantes, foi realizada até ontem (31), em Garanhuns, uma ação de saúde bucal. A iniciativa, inserida no Programa de Saúde na Escola (PSE), vinculado à Secretaria de Saúde, contemplou mais de 60 instituições municipais e estaduais, alcançando um total de mais de 18 mil estudantes, por meio de palestras e atividades práticas voltadas para a saúde bucal. A ação, que foi uma realização da Secretaria de Saúde, em parceria com a Secretaria de Educação e Esportes, iniciou no dia 2 de março.

As atividades foram desenvolvidas por dentistas e auxiliares de saúde bucal da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Os profissionais repassavam as orientações sobre o cuidado com a saúde bucal, por meio de palestras informativas e, até mesmo, por atividade de escovação supervisionada. Escovas de dente foram distribuídas nas instituições. Os alunos puderam receber, também, aplicação de flúor e uma avaliação bucal preliminar. Os estudantes que apresentaram necessidade de tratamento odontológico foram encaminhados para alguma Unidade Básica de Saúde (UBS), que abrange a área da sua residência.

A coordenadora de Saúde Bucal de Garanhuns, Hérica Moema, fala sobre a relevância social do trabalho. “Muitas das doenças bucais acontecem pela falta de informação, por isso foi bastante importante, a realização de tais atividades, de forma gratuita, nas instituições de ensino, para promover as discussões sobre esse tema, entre essas crianças e adolescentes”, afirmou. Ainda segundo a coordenadora, por meio da ação, os que necessitaram de atendimento, foram atendidos nas UBS para fazerem o tratamento adequado, e os que não precisavam, puderam prevenir.


Texto e foto: Ruthe Santana
Edição de texto: Cloves Teodorico
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste