GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Mulher “Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei” é tema de palestra da Secretaria da Mulher e Ceapa

Mulher

“Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei” é tema de palestra da Secretaria da Mulher e Ceapa

Os alunos do Erem Virgem do Socorro participaram do momento por DANIELA BATISTA 24 de agosto de 2017 Dentro da programação VIII Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa, a Secretaria da Mulher de Garanhuns (Secmul) está realizando diversas...

Publicado em

Os alunos do Erem Virgem do Socorro participaram do momento

por DANIELA BATISTA
24 de agosto de 2017

Dentro da programação VIII Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa, a Secretaria da Mulher de Garanhuns (Secmul) está realizando diversas ações que abordam o tema “Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei”. Durante o fim da manhã desta quinta-feira (24), a equipe da Secmul esteve presente na Escola de Referencia em Ensino Médio (Erem) Virgem Socorro. A iniciativa é uma parceria com a Central de Apoio às Medidas e Penas Alternativas (Ceapa).

O momento reuniu os alunos dos segundos e terceiros anos, que puderam conhecer os serviços que a Secmul e Ceapa oferecem. Foram exibidos vídeos de apoio e eles tiveram a oportunidade de tirar dúvidas a respeito dos tipos de violência. Além dos alunos, os professores também participaram do momento. A gestora da escola, Cátia Araújo, comentou sobre a iniciativa. “É de suma importância trazer para nossa escola a parceria da Ceapa trazendo a Secretaria da Mulher. Temos um grande número de jovens que a gente consegue perceber que eles vivem essa realidade de violência e tem medo de dar o grito de alerta. Quem sabe aqui, com essa parceria que a gente tá fazendo hoje, seja o canal para que eles possam se fortalecer e ver que eles tem vez e voz, que não podem estar silenciados, que o silêncio não é o caminho”, ressaltou.

Os alunos, Maria Islaynne e Douglas Martins, do segundo ano da instituição participaram do momento. Maria comentou que teve a oportunidade de aprender sobre os tipos de violência. “Eu acho que essa palestra vai ajudar muito na conscientização. Eu aprendi os tipos de violência e como as pessoas podem procurar ajuda. Eu vi coisas que eu pensei que não eram violência mas eram. Achei essencial esse momento, porque pode salvar vidas e famílias”, comentou. O estudante, Douglas Martins, afirmou que é importante a participação dos meninos nesse momento. “Achei muito explicativo para todos porque, de alguma forma a gente pode mostrar como nós, homens, podemos mudar nosso jeito de vida. Na minha opinião, acho ridículo um homem que bate numa mulher. Mulher merece respeito, como todos merecem”, finalizou.

Central de Apoio às Medidas e Penas Alternativas – A Ceapa atua em parceria com a Câmara Técnica de Enfrentamento à Violência contra a Mulher e atende os autores de violência. A psicóloga do centro, Cristiane Farias, explicou sobre o trabalho em conjunto. “A Ceapa trabalha com os autores de violência doméstica, através dos grupos reflexivos Eles acontecem de quinze em quinze dias durante seis meses. O objetivo desses grupos é buscar que não ocorra a incidência desses casos de violência doméstica com os autores das ocorrências”, explicou.

Erem Virgem do Socorro_Secmul e Ceapa_Daniela Batista_24 08 2017 (2) Erem Virgem do Socorro_Secmul e Ceapa_Daniela Batista_24 08 2017 (5) Erem Virgem do Socorro_Secmul e Ceapa_Daniela Batista_24 08 2017 (1)
Fotos: Daniela Batista – Secom PMG

Redimensionar Fonte
Contraste