GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Defesa Civil Situação de emergência por estiagem é prorrogada em Garanhuns

Defesa Civil

Situação de emergência por estiagem é prorrogada em Garanhuns

Chuvas apenas amenizaram os efeitos da seca na zona rural. Medida é indispensável para que municípios continuem recebendo benefícios Considerando que as precipitações pluviométricas apenas amenizaram os efeitos da seca na área rural de Garanhuns, a Prefeitura de Garanhuns, por...

Publicado em

Chuvas apenas amenizaram os efeitos da seca na zona rural. Medida é indispensável para que municípios continuem recebendo benefícios

Considerando que as precipitações pluviométricas apenas amenizaram os efeitos da seca na área rural de Garanhuns, a Prefeitura de Garanhuns, por meio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) e Secretaria de Agricultura e Abastecimento decretaram, nesta quarta-feira (04), situação de emergência por estiagem. A oficialização do decreto está disponível no Diário Oficial dos Municípios de hoje.

Entre as principais justificativas apontadas pelos técnicos da área estão a queda intensificada das reservas hídricas de superfície; os impactos ocasionados decorrentes das perdas significativas na agropecuária no município; a necessidade de auxílio dos programas de combate à estiagem, promovidos pelo Governo de Pernambuco juntamente aos órgãos federais e a necessidade da continuidade de abastecimento de água potável à população afetada.

De acordo com coordenador da Defesa Civil, Thiago Amorim, “o Governo de Pernambuco já prorrogou o decreto de estiagem (Decreto n. 41.473), por mais 180 dias, para 70 municípios no estado, inclusive Garanhuns, no dia 06 de fevereiro. Para esse decreto ter validade é preciso que o Governo Federal e os municípios afetados também reconheçam a situação de emergência”.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Epaminondas Borges Filho, ressalta a necessidade do decreto. “Pode parecer estranho para algumas pessoas o decreto em virtude das chuvas dos últimos dias, mas essas chuvas não foram suficientes para encher os barreiros e nem recuperar as pastagens em vários sítios do município”, esclarece o titular da pasta.


Texto: Cloves Teodorico
Foto: Hélida Carvalho/ Arquivo Secom
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste