GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente inicia o projeto Palmas de Garanhuns

Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente

Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente inicia o projeto Palmas de Garanhuns

A próxima associação prevista a ser beneficiada está localizada no Sítio Furnas   por GABRIELA RAMOS 13 de março de 2018   A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente iniciou ontem (12), o projeto  Palmas de Garanhuns, com uma...

Publicado em

A próxima associação prevista a ser beneficiada está localizada no Sítio Furnas

 

por GABRIELA RAMOS
13 de março de 2018

 

A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente iniciou ontem (12), o projeto  Palmas de Garanhuns, com uma reunião na associação de São Pedro. Foram apresentados e assinados os termos de compromisso, para o cultivo/cuidados que o plantio de palma forrageira necessita. A secretaria irá dar suporte na parte da assistência técnica, disponibilizando os profissionais para acompanhar o plantio. O projeto tem como intuito ajudar os produtores rurais na melhoria da produtividade, tendo uma melhor utilização da palma na alimentação animal. Hoje (13) começa o plantio das sementes na associação. A área a ser implantada em cada comunidade será aproximadamente de 0,5 hectares.

“Estamos acreditando bastante neste projeto, queremos no máximo de associações que conseguimos. Estamos fazendo aos poucos, a próxima prevista é no Sítio Furnas. No início de 2017 conseguimos dobrar a área de palmas que tínhamos na sementeira, assim possibilitamos o início deste projeto. A escolha da associação é por perfil, assim por tipo de solo e clima”, disse o secretário da pasta, João Paulo Sobral.

A adesão ao programa é restrita às associações de moradores rurais; a associação participante deverá ter no mínimo 5 sócios ativos dispostos a colaborar com o programa e toda e qualquer decisão a respeito do andamento do palmal será tomada em assembleia, através de voto direto sobre intermediação do técnico designado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente.

Fotos: Cedidas pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente

Redimensionar Fonte
Contraste