GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Educação Projeto Maria da Penha Vai à Escola demonstra resultados

Educação

Projeto Maria da Penha Vai à Escola demonstra resultados

Mais de 10 mil alunos participam da iniciativa que busca desconstruir a violência de gênero por DANIELA BATISTA 16 de junho de 2017 “A cultura da violência só se desconstrói através da educação”. Essa frase foi dita por Maria da...

Publicado em

Mais de 10 mil alunos participam da iniciativa que busca desconstruir a violência de gênero

por DANIELA BATISTA
16 de junho de 2017

“A cultura da violência só se desconstrói através da educação”. Essa frase foi dita por Maria da Penha, que dá nome à Lei 11.340/06, que criminaliza a violência contra a mulher. Ela também nomeia o projeto Maria da Penha Vai à Escola, desenvolvido pelo Governo Municipal de Garanhuns. A ação é uma parceria entre as secretarias de Educação e Mulher.

A ação surgiu no ano de 2015. Inicialmente, o projeto acolhia cinco escolas municipais. Hoje, ele abrange 30 instituições. Cerca de 14 mil alunos estão sendo beneficiados, segundo a coordenadora do projeto na Educação, Iane Militao. “A educação colabora de maneira que os profissionais da rede desenvolvem, com os educandos, atividades relacionadas ao assunto durante todo o ano letivo. Eles produzem teatros, paródias, vídeos, poemas e outros trabalhos escolares que abordam a violência de gênero”, explica a coordenadora.

O Maria da Penha Vai à Escola leva para toda a comunidade escolar, incluindo professores, coordenadores, gestores, alunos e pais de alunos, diversos tipos de ações que buscam combater a violência contra a mulher e informar a respeito dos serviços que o Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram) oferece.

“A escola é o primeiro contato social de convivência que essas crianças têm. Nós compreendemos que a possibilidade da mudança de cultura de violência só acontece a partir da educação, onde eles constroem o seu senso crítico. Através da educação que eles podem questionar o que é certo e o que é errado. É lá também que eles reproduzem os comportamentos vivenciados e aprendidos em casa. É importante que a gente comece a pensar uma forma de sanar com a situação de violência a partir do trabalho realizado nas escolas. De conscientização, de informação”, finalizou a coordenadora do programa na Secretaria da Mulher, Sheilla Dayanne.

Fotos: Daniela Batista – Secom/PMG
Projeto Maria da Penha Vai à Escola demonstra resultados (2) Projeto Maria da Penha Vai à Escola demonstra resultados (1)

Redimensionar Fonte
Contraste