Programa Vivendo e Aprendendo encerra atividades pedagógicas de 2016 com palestra sobre vida profissional

Momento contou com a participação de alunos, pais e monitores do programa, além da titular da pasta de Assistência Social, Célia Sobral  

por DANIELA BATISTA
com CLOVES TEODORICO

O programa Vivendo e Aprendendo encerrou suas atividades pedagógicas do ano nesta quarta-feira (8). Pela manhã, foi realizada uma palestra que abordou o tema “A importância da família na vida profissional do jovem: ética e cidadania”, ministrada por Yacy Novaes, coordenadora do programa Liberdade Assistida. O momento aconteceu no auditório do Centro Administrativo I e contou com a presença da secretária de Assistência Social, Célia Sobral; além dos monitores do programa, alunos e pais.

A palestrante Yacy Novaes falou sobre a importância da participação da família na vida profissional do jovem. “Os alunos do programa têm o benefício de ter suporte pedagógico, psicológico e educacional. Os monitores fazem uma ponte de conhecimento com eles e os impulsionam para caminhos que vão transformá-los, que respeitam a sociedade. As famílias precisam também ter responsabilidades com esses adolescentes e jovens. Uma família tem que estar acompanhando o crescimento de seu filho, para que ele possa vir a se tornar um cidadão consciente e responsável, para que futuramente possamos ter uma sociedade justa e igualitária,” relatou.

A interlocutora de benefícios assistenciais, Annik Lima, 21 anos de idade, já foi aluna do programa e hoje trabalha na Secretaria de Assistência Social. Ela deu seu depoimento para os participantes da palestra. “Eu comecei na Secretaria de Assistência Social com 16 anos. Passei por todo o procedimento e fiz uma inscrição. Pouco tempo depois fui convocada. O conselho que eu dou a vocês é que continuem persistindo. Sei que muitos ainda estudam, mas é importante que sempre deem o melhor de si. Nada é melhor do que um bom trabalho. É importante que vocês pensem no futuro de vocês. Eu sou muito grata a toda a equipe da Secretaria, que sempre apoiou a mim e aos outros jovens do programa,” aconselhou.

A secretária da pasta, Célia Sobral, aproveitou a ocasião para fazer uma reflexão sobre a importância dos jovens se dedicarem aos estudos, sabendo utilizar as ferramentas de digitais com controle. “Hoje em dia é comum ver crianças e adolescentes passando o maior período de tempo no celular, e isso não é saudável. É necessário dialogar com os pais, participar das atividades da família. Assim, não terão prejuízos no futuro”, disse.

A coordenadora do Vivendo e Aprendendo, Manuela Ouro Preto, ressaltou as atividades promovidas. “O programa oferece atividades pedagógicas, práticas, palestras e oficinas. Por mais que nós estejamos sempre acompanhando os jovens, eles necessitam de um acompanhamento mais próximo e é uma forma de a gente unir o jovem, a família e a sociedade, como forma de fortalecimento de vínculos e para isso nós trazemos sempre essas palestras, onde são convidados os jovens e os familiares,” finalizou.

3

1

Fotos: Daniela Batista – Secom/PMG
Data: 08/12/2016

Atendimento à imprensa:
(87) 3762.0109