GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Assistência Social e Direitos Humanos Música é inserida como instrumento de transformação em Cras’s de Garanhuns

Assistência Social e Direitos Humanos

Música é inserida como instrumento de transformação em Cras’s de Garanhuns

Aulas são oferecidas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos Centros de Referência dos bairros Heliópolis e Magano por CLOVES TEODORICO A música é uma das ferramentas de transformação social e ela faz parte das propostas de integração...

Publicado em

Aulas são oferecidas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos Centros de Referência dos bairros Heliópolis e Magano

por CLOVES TEODORICO

A música é uma das ferramentas de transformação social e ela faz parte das propostas de integração da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) de Garanhuns. Crianças, jovens e adultos têm aulas com diversos instrumentos musicais nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s) dos bairros Heliópolis e Magano. A atividade é aberta à população e acontece semanalmente. Os interessados precisam ser cadastrados no Cras do seu bairro.

Os irmãos José Mateus, 14 anos de idade, e João Victor Barbosa, 12 anos, moram na comunidade Indiano e são alunos de violão, no Cras Heliópolis, desde o mês de novembro do ano passado. “Nós sempre tivemos vontade de aprender a tocar violão. Aqui, aprendemos as notas e hoje já entoamos algumas músicas. Toda semana estamos aqui, é muito bom”, conta, empolgado, o irmão mais velho.

O exemplo dos pequenos garanhuenses é reflexo do sucesso da atividade. Comandada pelo músico Sérgio Ricardo de Barros, a iniciativa ensina muito além da teoria musical, oportunizando aprendizagem com contrabaixo, teclado e canto. “Eles ficam tão empolgados que às vezes levam seus próprios instrumentos para as aulas. Observo que ao longo de tantos anos de trabalho, muitos mudaram seu comportamento, melhoraram o convívio em família e o ciclo de amizade, principalmente”, registra.

Para a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Maria Célia Sobral, a missão de cuidar das pessoas está sendo executada com maestria. “É enriquecedor ouvir depoimentos como o dos irmãos Mateus e João Victor. É gratificante saber que de alguma forma estamos contribuindo para a formação dessa dezena de jovens”, enfatiza a titular da pasta.

No Cras Heliópolis, as duas turmas se encontram duas vezes por semana; já a turma do Cras Magano tem um encontro por semana. Os moradores interessados em participar das aulas, inseridas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), devem possuir cadastro no Cras e se inscrever gratuitamente.

 Musica Cras Heliopolis - Eduarda Vasconcelos - 210217 (12)

Musica Cras Heliopolis - Eduarda Vasconcelos - 210217 (10)

Fotos:Eduarda Vasconcelos – Secom/PMG
Data: 21/02/2017
Atendimento á imprensa:
3762.0109

Redimensionar Fonte
Contraste