GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Turismo e Cultura Mestre Gonzaga de Garanhuns está entre os habilitados para o X Concurso do Registro de Patrimônio Vivo de Pernambuco

Turismo e Cultura

Mestre Gonzaga de Garanhuns está entre os habilitados para o X Concurso do Registro de Patrimônio Vivo de Pernambuco

Agora, o Conselho Estadual de Cultura irá escolher, entre 55 habilitados, os Patrimônios Vivos do Estado Foi divulgada ontem (08), no portal da Secretaria Estadual de Cultura, a lista com o nome dos habilitados no X Concurso do Registro de...

Publicado em

Agora, o Conselho Estadual de Cultura irá escolher,
entre 55 habilitados, os Patrimônios Vivos do Estado

Foi divulgada ontem (08), no portal da Secretaria Estadual de Cultura, a lista com o nome dos habilitados no X Concurso do Registro de Patrimônio Vivo de Pernambuco. O Mestre Gonzaga de Garanhuns está entre os 55 inscritos que foram selecionados para a próxima fase. Nesta etapa, os nomes serão avaliados pela Comissão de Análise e, posteriormente, serão enviados todos os habilitados para o Conselho Estadual de Cultura, com a indicação de três nomes. Após isso, o Conselho irá escolher os Patrimônios Vivos, que podem ser em acordo com os sugeridos pela comissão, ou diferentes. A lista completa com o nome dos habilitados pode ser conferida através do site  www.cultura.pe.gov.br.

Mestres e grupos de cultura popular de todas as macrorregiões de Pernambuco estão entre os candidatos ao título de Patrimônio Vivo do Estado. A documentação entregue pelos inscritos foi analisada e as que estavam de acordo com as exigências do edital, lançado no ano passado, foram habilitadas. “A Secretaria de Cultura fez a inscrição de Seu Gonzaga e, agora, aguardamos ansiosos pelo resultado da seleção. Sem dúvida seria uma grande conquista para a cultura da cidade e um verdadeiro reconhecimento pela figura ilustre que é o Mestre Gonzaga”, declara a secretária municipal de Cultura, Cirlene Leite.

Lei do Patrimônio Vivo – A Lei de Patrimônio Vivo reconhece ainda em vida o trabalho dos mestres, mestras e grupos de Pernambuco na construção de patrimônios culturais. A Lei prevê a concessão de bolsas vitalícias no valor de R$ 1.080,61 mensais para pessoas físicas e R$ 2.161,22 mensais para grupos como incentivo do Governo de Pernambuco a realização e perpetuação de suas atividades. Além disso, os registrados na Lei do Patrimônio Vivo assumem a missão de transmitir os seus saberes a aprendizes em eventos ou em programas de ensino e aprendizagem promovidos pela Secult-PE e Fundarpe.


Texto: Samara Pontes [Com informações do portal da Secretaria Estadual de Cultura]
Imagens: Divulgação
Informações para a imprensa:
(87) 3762.0109 (Secom/PMG)

Redimensionar Fonte
Contraste