GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio Coronavírus Informe Epidemiológico Nº 01/2020

Coronavírus

Informe Epidemiológico Nº 01/2020

Casos em Isolamento Domiciliar Informações referentes aos casos em monitoramento domiciliar no município de Garanhuns, registrados até as 12h do dia 26/03/2020. É importante salientar que nenhum destes casos está classificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Portanto, não realizam...

Publicado em

Casos em Isolamento Domiciliar

Informações referentes aos casos em monitoramento domiciliar no município de Garanhuns, registrados até as 12h do dia 26/03/2020. É importante salientar que nenhum destes casos está classificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Portanto, não realizam testagem para o coronavírus SARS-Cov-2, de acordo com a Nota Técnica Nº 4/2020 da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco.

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

O 1º caso classificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) foi notificado nesta quinta-feira (26/03) em Garanhuns. O paciente que se encontrava hospitalizado foi transferido para Caruaru. Todo fluxo de atendimento ocorreu na rede privada. Entretanto, após avaliações clínicas e exames realizados pelo hospital onde o paciente se encontra internado, verificou-se que o caso não correspondia aos critérios estabelecidos para notificação de SRAG.

A equipe de Vigilância Epidemiológica do município, em contato com o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (CIEVS-PE), apresentou a situação e, de acordo com as normativas do Ministério da Saúde, foi orientada a realizar nova classificação como caso excluído por não atender as definições para SRAG, não sendo suspeito para Covid-19. O município retorna para o cenário onde não existe nenhum caso notificado de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Fonte: Vigilância Epidemiológica, Secretaria Municipal de Saúde.

Redimensionar Fonte
Contraste