GovBR
Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé

Informamos que devido ao grande número de acessos aos serviços online da prefeitura, os mesmos poderão ficar instáveis ou indisponíveis.

Inicio FIG 2019 Brincantes de Reisado discutem sobre Inventário Nacional de Referências Culturais dos Reisados de Pernambuco

FIG 2019

Brincantes de Reisado discutem sobre Inventário Nacional de Referências Culturais dos Reisados de Pernambuco

O encontro contou com a participação da coordenadora de pesquisa do inventário e doutora em História Social, Bruna Brusantin 25 de julho de 2019 Brincantes de reisados de Garanhuns e região se reuniram hoje (25), na Escola Estadual Professor Henrique...

Publicado em

O encontro contou com a participação da coordenadora de pesquisa do inventário e doutora em História Social, Bruna Brusantin

25 de julho de 2019

Brincantes de reisados de Garanhuns e região se reuniram hoje (25), na Escola Estadual Professor Henrique Dias, para uma oficina de formação cultural sobre o Inventário Nacional de Referências Culturais dos Reisados de Pernambuco, ministrada pela coordenadora de pesquisa do inventário na época do desenvolvimento (2013) e doutora em História Social, Bruna Brusantin. Membros da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Conselho Estadual de Políticas Culturais também participaram do momento. A oficina faz parte da programação do 29° Festival de Inverno de Garanhuns.

Durante a formação, foi exibido um documentário sobre a história dos reisados e uma contextualização dos folguedos em Pernambuco. Levantamento dos bens, enredo de formação, dança, entremeios, saberes e fazeres, música, celebração e religião também foram temas discutidos no encontro. O grupo também discutiu propostas de valorização e elaboração de documentos que buscam valorizar o Reisado.

De acordo com o coordenador de Patrimônio Imaterial da Fundarpe, Marcelo Renan, é importante que os mestres de Garanhuns participem das formações culturais. “Esta ação é realizada em parceria com as coordenações de Patrimônio Imaterial e Cultura Popular, do Governo do Estado. Foi criado um inventário para os reisados de Pernambuco entre 2012 e 2014 e a partir daí, fizemos uma pesquisa que resultou em um dossiê sobre esse folguedo. Ele foi entregue ao Iphan, com o intuito de registrar os reisados de Pernambuco como Patrimônio Cultural do Brasil. Aqui em Garanhuns, encontramos muitos mestres e é importante que eles participem desses encontros”, explicou.  

O mestre Vitorino, que comanda o Reisado Santíssimo Redentor, de Garanhuns, destacou a importância da realização de encontros. “Esses momentos são muito importantes, porque servem para esclarecer e discutir tópicos importantes do nosso Reisado. A gente sai daqui fortalecido para continuar na luta de tornar o Reisado um Patrimônio Cultural do Brasil”, comentou. 

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — (ACSI)

Texto e fotos: Daniela Batista — (Secom/PMG)

Atendimento à imprensa: (87) 3762-0109

Redimensionar Fonte
Contraste